Informações Importantes

Contra Fogo Jung

. Como funciona um extintor?

Os extintores são o meio mais adequado para atacar um princípio de incêndio e a sua devida utilização permite atacar as chamas incipientes e controlar ou conter o seu desenvolvimento. Um extintor de incêndio pode salvar vidas, extinguir um fogo ou controlá-lo até a chegada dos bombeiros, mas para isto, os extintores devem estar em perfeito estado de funcionamento e apesar das suas dimensões relativamente reduzidas e da sua fácil utilização, o manuseio de um extintor requer algum treino básico. É de fundamental importância que a inspeção dos extintores de incêndio seja realizada periodicamente, pelo menos uma vez por ano. Os modelos recarregáveis devem ser recarregados por uma empresa especializada após cada utilização.

Os extintores são classificados de acordo com o agente extintor utilizado e que deve ser adequado a cada tipo de fogo. Assim, os extintores podem ser a base de água, dióxido de carbono, gases inertes, espuma, agentes  halogenados ou pó químico, sendo que este último pode ser de dois tipos: BC ou ABC. O agente extintor contido no interior do extintor atua sobre o fogo por diversos princípios, como arrefecimento, abafamento, inibição de reações químicas ou por uma combinação destes fatores. A aquisição de cada tipo de extintor deverá ser feita de acordo com o tipo de risco contido no ambiente em questão.

Um extintor geralmente contém no seu interior dois tipos de produtos: o agente extintor propriamente dito, e um gás propulsor que tem como função impulsionar o agente para fora do extintor quando da sua utilização. Em alguns casos o agente extintor, por ser um gás sob pressão, por exemplo: o dióxido de carbono, tem ambas as funções, dispensando um agente propulsor. Em outros casos o agente extintor e o agente propulsor encontram-se misturados sob pressão no interior do extintor, como acontece geralmente com os extintores de pó químico (de pressão permanente).

. Tabela de Classes de Incêndio

CLASSES

. Cuidados na Compra

Selo de Identificação da Conformidade

Extintor novo:  Você fica sabendo que o extintor de incêndio é certificado, pela presença do Selo de Conformidade, que reage à luz ultra-violeta, dificultando a falsificação.

Para os extintores novos, o selo é vermelho e apresenta as inscrições:

A logomarca do INMETRO;

O número de série do selo;

A identificação do fabricante;

O número de licença do fabricante.

Abaixo modelo:

20160129_114245

Para extintores que passaram por manutenção: Após ser submetido à manutenção, o selo de conformidade do extintor novo é substituído por um selo de cor azul esverdeada, contendo:

A logomarca do INMETRO;

O número de série do selo;

A identificação da empresa que realizou a manutenção;

A data da realização da manutenção;

O número de registro da empresa de manutenção no Inmetro.

Abaixo modelo:

20160129_114113

Lacre: Não compre extintor com o lacre rompido. O lacre é a garantia de que estão preservadas as condições regulamentadas para sua utilização.

Fique atento: o rompimento do lacre por pessoa não autorizada suspende a garantia do extintor. Portanto, se isso acontecer, procure uma empresa registrada para fazer a manutenção do extintor.

. Cuidados na Utilização

Observe as instruções de uso fornecidas pelo fabricante, que aparecem no corpo do extintor, para que você possa usá-lo corretamente, quando for necessário. Elas devem estar legíveis, sem rasuras, não devendo estar riscadas ou encobertas por outras informações. O extintor que tiver sido usado, mesmo parcialmente, ficará com sua carga comprometida. Por isso é prudente enviá-lo imediatamente a uma empresa de manutenção registrada pelo INMETRO, para que seja efetuada a recarga e a revisão do agente extintor. Não substitua seu extintor antes de ter sido feita uma avaliação técnica do equipamento.

. Cuidados na Conservação

O extintor não deve apresentar sinais de ferrugem ou amasso. O extintor que permanecer em áreas abertas e sujeitos a condições agressivas devem ser protegidos com abrigo, por exemplo.

. Cuidados na Inspeção

Pressão da Carga: Verifique sempre o indicador da pressão da carga do agente extintor, cujo ponteiro deve estar a faixa verde. Em caso contrário, procure uma empresa registrada no INMETRO para fazer a manutenção.

. Dicas de Prevenção Contra Incêndios em Automóveis

– O seu extintor de incêndio deve estar sempre próximo de seu alcance. Procure familiarizar-se com ele, retirá-lo do suporte, verificar se o seu indicador de pressão está na faixa verde, o que indica que ele está pressurizado, verificar sua data de validade, encaixá-lo de volta ao suporte.

– Atente-se para que o lacre do seu extintor veicular não esteja violado: caso isto ocorra, a autoridade policial poderá aplicar a penalidade de multa.

– Verifique se o extintor de incêndio possui o selo verde da marca de conformidade do INMETRO.

– Faça a revisão periódica das mangueiras de distribuição do combustível.

– Quando instalar sons e acessórios elétricos no carro procure utilizar ou certificar-se da utilização de fios adequados e de seu adequado isolamento.

– Extintores de incêndio veiculares originais de fábrica têm garantia de cinco anos dada pelo fabricante.

– Não acione seu extintor para testar seu funcionamento. Com o acionamento, ainda que pequeno, ocorre gradualmente sua despressurização, o que comprometerá seu funcionamento no momento em que ele for necessário.

Como proceder em um princípio de incêndio no seu carro:

– Fumaça branca e sem cheiro não representa risco de incêndio, no entanto, fumaça escura e com cheiro, é princípio de incêndio, portanto, estacione o carro urgentemente em local aberto, se for possível, e retire do carro todos os ocupantes.

– Mantenha a calma sabendo que nos carros mais atuais o motor fica distante do tanque de combustível.

– Retire calmamente o extintor de incêndio do suporte, rompa o lacre, destrave a válvula, e abra o capô somente o suficiente para encaixar o bico da válvula, de forma que possa lançar o pó químico para dentro do motor, evitando, no entanto, que o motor seja invadido de oxigênio, o que alimentaria o fogo.

– O oxigênio alimenta o fogo. Por isso, em caso de incêndio, o correto é abafar o fogo e não deixar entrar ar no local.

– Mantenha sempre o extintor na posição em pé, pois se ele ficar na horizontal, só será liberada a pressão, sem o pó químico, que é o agente responsável pela extinção do fogo.

– Direcione o jato do extintor diretamente para a base do fogo, levantando cuidadosamente o capô, e movimentando o jato para esquerda e direita, cobrindo a área afetada.

– Assegure-se de que não há mais fogo.

. Dicas de Prevenção nos Lares

Apesar de não se ter uma legislação que obrigue a presença de um extintor de incêndio em casa, é interessante que se tenha sempre próximo um, pois a forma mais segura de eliminar um pequeno incêndio é em seu início se utilizando do mesmo. Abaixo damos algumas dicas de prevenção para você dona (o) de casa:

– Técnicos em eletricidade sempre recomendam que se evite sobrecarregar circuitos elétricos, evitando sempre a ligação de aparelhos em conectores tipo “T”, ou benjamim. Além de aumentar o consumo de energia, aumentam o risco de ocorrência de curtos circuitos.

– É sempre bom evitar que cortinas compridas ou tapetes passem sobre ou muito próximo de fios elétricos, pois qualquer faísca pode resultar em incêndio se tiver contato com materiais combustíveis.

– Se ao chegar a sua residência sentir cheiro de gás, não acenda qualquer lâmpada, apenas abra a casa proporcionando ventilação, e procure imediatamente desligar a energia elétrica. Isto feito procure com urgência detectar o vazamento, fechando a saída de gás.

– Não use aventais ou roupas largas demais ao manejar o fogão.

– Tenha sempre próximo um extintor de pó químico ABC de 1Kg em sua cozinha, ele normalmente, será o suficiente para suprimir pequenos incidentes com fogo.

. Procedimentos em caso de Incêndio

No caso de incêndio tenha um plano de evacuação. Tire rapidamente as pessoas do local, verifique as saídas de emergência e não utilize os elevadores. Se possível, pratique um plano de evacuação (simulação de incêndio) pelo menos duas vezes por ano e recorde que o mais importante são as pessoas.

No caso de um incêndio, a fumaça ocupará a parte mais alta do recinto. Próximo ao piso haverá uma concentração menor de fumaça, portanto, procure sempre manter-se respirando mais próximo do chão, andando agachado. Você terá mais visibilidade e oxigênio nessa região. Deixe o local imediatamente.

Nunca descarregue um extintor de água em equipamentos energizados: isto causará mais problemas que solução, pois há uma grande probabilidade de você tomar um choque.